Mostrando itens por tag: PROEC

O Núcleo Maria da Penha (Numape) da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) aponta que, durante a pandemia do novo coronavírus, houve aumento da violência doméstica. O isolamento social, alerta o Núcleo, faz com que a vítima fique em frequente contato com o agressor, tornando-se ainda mais vulnerável, o que dificulta a busca por ajuda e a realização da denúncia.

A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC) da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) realizou, na segunda-feira, 24, reuniões com prefeitos de Abatiá e Santa Amélia, no Norte Pioneiro, para discutir a aplicação dos recursos públicos previstos para as cidades por meio da Lei Aldir Blanc. Durante as reuniões, a Universidade se colocou à disposição dos gestores para auxílio técnico para cadastro das comunidades indígenas (Laranjinha e Posto Velho) existentes nos dois municípios e para outros projetos referentes à Lei, como auxilio para criação do plano de ação.

A cidade de Jacarezinho lançará, na próxima semana, o Edital Emergencial de Arte, Cultura e Entretenimento, que objetiva assegurar a manutenção das atividades culturais, bem como fomentar a economia local. Realizado pela Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, com apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), o Edital possui o valor de R$40 mil e contemplará, por meio de processo de seleção, 35 projetos voltados para todos os segmentos da cultura, incluindo os técnicos da cadeia da produção cultural.

O Núcleo Maria da Penha (Numape) da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) promove a campanha Agosto Lilás, em alusão a criação da Lei Maria da Penha, que completa 14 anos neste mês. A campanha tem o intuito de conscientizar a população sobre as formas de agressão e discriminação contra a mulher.

A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC) da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) oferece serviço de assessoria à comunidade artística da região. O projeto Plantão do Artista foi desenvolvido para ajudar os artistas que não têm acesso à internet ou que não sabem usar as novas tecnologias e por isso deixam de participar dos editais de fomento. A ação visa também estimular a participação dos artistas da região nos mais diversos concursos culturais do país.