Universidade recebe 31º Salão de Artes Plásticas de Jacarezinho

Domingo, 30 Agosto 2015 12:18
“Todas as obras possuem contemporaneidade a partir do momento em que pensam o seu tempo. Cada obra possui uma reflexão”,pontua Codognoto “Todas as obras possuem contemporaneidade a partir do momento em que pensam o seu tempo. Cada obra possui uma reflexão”,pontua Codognoto

A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) recebe, pela primeira vez, o Salão de Artes Plásticas de Jacarezinho. Com 39 obras entre pintura, desenho, gravura e escultura, a mostra deste ano ganha uma nova roupagem pelo caráter itinerante. A exposição será realizada também nos campi de Bandeirantes e Cornélio Procópio da Universidade. O Salão é uma realização da Prefeitura de Jacarezinho em parceria com a UENP e SESC.

Durante a abertura do Salão realizada na segunda-feira, 17, foi divulgado os três primeiros colocados desta edição. O primeiro lugar ficou com o artista plástico Luiz Carlos Brugnera, de Cascavel, com a obra “Ouro de Tolo”. O segundo lugar foi para o artista Pedro Furlan da Silva, de Curitiba, com a obra “Bolicho”. A jacarezinhense Mariane Oliveira Brugnari ficou em terceiro lugar na mostra com a obra “Reflexão”. Os critérios de seleção foram "Contemporaneidade", "Temática de grupo" e "Conjunto da Obra".

O integrante da comissão julgadora, Rafael Codognoto, salienta que os trabalhos apresentados são contemporaneamente bem ricos de expressões. “Todas as obras possuem contemporaneidade a partir do momento em que pensam o seu tempo. Cada obra possui uma reflexão e é necessário que as pessoas enxerguem e se indaguem, que pensem os seus ‘porquês’”, disse. O salão contou com 35 inscrições individuais que resultou em 99 obras. Para Marcos Coga, também jurado do salão, as obra da exposição farão com que as pessoas busquem um senso crítico. “Este Salão irá propiciar aos seus visitantes o pensar sobre a arte contemporânea na região do Norte Pioneiro”, disse.

Na abertura, o vice-reitor Fabiano Gonçalves Costa salientou a tradição de Jacarezinho nas mais diversas manifestações artísticas e exaltou a iniciativa de difusão do Salão de Artes Plásticas nos três campi da Universidade. “Levar o Salão de Artes Plásticas a todos os campi da UENP é um marco histórico, tanto para nós, quanto para a nossa universidade. Essa iniciativa irá propiciar a toda comunidade acadêmica, o contato com a produção artística contemporânea", salientou.

O prefeito de Jacarezinho, Sérgio Eduardo de Faria, destacou a importância da parceria com a Universidade na busca por retomar o fôlego que o salão teve na década de 70 e 80. “Esse Salão de Artes se reavivou e deverá tomar o seu espaço, sua importância e referência no calendário cultural do Paraná”, pontuou. Dimas Fonseca, diretor do SESC, ressaltou o trabalho conjunto para a realização do Salão. “É motivo de grande satisfação aliar o nosso nome a uma universidade como a UENP”.

Para a pró-reitora de Extensão e Cultura (PROEC), Simone Cristina Castanho Sabaini de Melo, a exposição reflete um compromisso com o desenvolvimento local e regional. “Com realização deste salão na UENP, colaboramos com a formação de um grupo apreciador das artes, garantindo à comunidade acadêmica e externa o acesso a estes bens culturais”. Participaram também do evento o diretor do Campus de Jacarezinho, Fábio Antonio Neia Martini; o diretor de Cultura da UENP, James Rios; a diretora de Cultura da Prefeitura de Jacarezinho, Suzana Bett Bagio; a técnica de atividades do SESC, Elaine Sartori Diniz Stramare; além de professores da UENP, funcionários da prefeitura e artistas locais.

A exposição será realizada de 1º a 14 de outubro no Campus Luiz Meneghel de Bandeirantes. Após esse período, segue para Cornélio Procópio onde ficará exposta de 19 a 28 de outubro.

Última modificação: Domingo, 30 Agosto 2015 12:24