UENP participa do Fórum Estadual das Licenciaturas

Sábado, 30 Abril 2016 00:04

O Fórum Permanente das Licenciaturas da UENP e a Pró-Reitoria de Graduação participaram do Fórum Estadual das Licenciaturas, realizado nos dias 25 e 26 de abril, na Universidade Estadual de Londrina (UEL). O evento contou com a participação de representantes de todas as sete instituições estaduais de ensino superior – Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Universidade Estadual de Maringá (UEM), Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), além da UEL e UENP.

O Fórum tratou do tema “Resolução CNE: nº02/2015: debates e encaminhamentos coletivos pela qualidade da formação inicial e continuada de professores no Paraná”. Essa Resolução do Conselho Nacional de Educação define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. A aula inaugural do fórum teve como tema "Desafios em cada IES/PR e rumos comuns para implantação/consolidação da Resolução CNE nº02/2015".

Por meio de grupos de trabalho, o fórum discutiu diversos aspectos da legislação. O desenvolvimento se deu através de mesas específicas e sete grupos, com as seguintes temáticas: “Conteúdos nas ementas das disciplinas obrigatórias e/ou criação de novas disciplinas?”, “Desafios com o impacto de carga horária: necessidade de contratação docente?”, “Prolongamento dos cursos? E a situação dos cursos noturnos?”, “As quatro dimensões das diretrizes: formação inicial; formação continuada; segunda licenciatura; formação pedagógica dos bacharéis”, “Carga horária de prática de ensino e a dimensão pedagógica”, “Resolução CNE 02/2015 e a curricularidade da extensão” e “PIBID: nova portaria e novo edital?”.

A Resolução determina, entre outros pontos, um aumento de 400 horas nos cursos de licenciatura, o que poderia implicar, por exemplo, no acréscimo de um semestre letivo em cursos que já sofrem pela ocorrência de vagas remanescentes. Além disso, as diretrizes incluem 11 novos conteúdos, como LIBRAS, Direitos Humanos, diversidades étnico-racial, de gênero, sexual e religiosa, educação especial, direitos educacionais de adolescentes e jovens em cumprimento de medidas socioeducativas.

Nos dois dias de trabalho, definiu-se o encaminhamento de uma carta de repúdio à Portaria do Programa de Iniciação a Docência (PIBID), solicitando sua revogação imediata. Além disso, houve o pedido de uma reunião emergencial nas Instituições de Ensino Superior (IES), para definir qual será o procedimento a ser adotado nesta conjuntura. Definiu-se, ainda, por uma carta de repúdio em memória dos atos de violência e repressão realizados contra os professores e funcionários públicos, há um ano, no dia 29 de abril, em manifestação realizada em Curitiba.

A pró-reitora de Graduação da UENP, professora Ana Paula Belomo Castanho Brochado, destaca que esse encontro representa um momento histórico para as Instituições de Ensino Superior do Paraná, sobretudo para as licenciaturas. Para ela, o fórum significa “um importante passo para a construção coletiva de políticas de Formação docente no estado, além de simbolizar a união entre as instituições, frente aos desafios postos para a educação”, disse a professora.

Com informações da Assessoria de Comunicação da UEL

Última modificação: Quinta, 05 Mai 2016 14:47