UENP contra o Coronavírus

logo coronavirus

A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) realiza, há três semanas, ações para o enfrentamento e contenção da propagação do novo coronavírus no norte do estado. Dentre os trabalhos executados pela Instituição está o gerenciamento, na região, do “Programa de Apoio Institucional para Ações Extensionistas de Prevenção, Cuidados e Combate a Pandemia do novo Coronavírus”, que está contratando 135 profissionais da área de saúde para atuar no Norte Pioneiro.
O Núcleo Maria da Penha (Numape) da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) continua realizando atendimento a mulheres vítimas de violência em Jacarezinho. Durante esse período de isolamento social e de suspensão das atividades presenciais na Universidade, as ações têm ocorrido de forma virtual, com foco na prevenção, buscando garantir às mulheres em situação de violência apoio jurídico e psicológico.
O Governo do Estado está com vagas abertas para Médicos graduados no Brasil ou em instituições de ensino estrangeiras, profissionais e estudantes da área da saúde que desejam atuar como bolsistas em ações de prevenção e combate ao coronavírus. Serão ofertadas vagas para atuar em 22 cidades do Paraná e o valor das bolsas varia de R$ 1.200 a R$ 4.000. Para atuação no Norte Pioneiro, região de abrangência da UENP, serão contratados 10 médicos e estudantes da área de saúde.
Nesta quinta-feira, 2 de abril, iniciam as atividades da Central de Informações sobre a doença covid-19 da Universidade Estadual do Norte Paraná (UENP). A Central irá atender a todo o Norte Pioneiro do estado pelo número 0800 645 1525. A ação gerenciada pela UENP tem o objetivo de orientar e esclarecer dúvidas da população sobre o novo coronavírus.
A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) e Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), de Cornélio Procópio, iniciaram, nesta terça-feira, 31 de março, produção de protetores faciais para atender demanda da 18ª e 19ª Regionais de Saúde, no Norte do Estado. Por meio da parceria, serão produzidos cerca de 1050 protetores para profissionais da área de saúde da região para que possam atuar na triagem de pessoas com suspeita de contaminação e nos cuidados e tratamento de pacientes com o novo coronavírus.