CONSEC é um avanço significativo para a formulação de políticas públicas na área

Sexta, 31 Agosto 2012 10:28 por Cristiano Oliveira

Criado há pouco mais de um mês, o Conselho Estadual de Cultura (Consec) promete avanços para políticas públicas relacionadas à Cultura, é o que afirmam conselheiros ligados ao Consec. O grupo, formado por 36 integrantes de todo o Paraná, tem, dentre outras atribuições, a função de participar da formulação de políticas públicas do Governo do Estado na área da cultura, incentivar a proteção do patrimônio cultural e pesquisas sobre a cultura paranaense, além de valorizar as manifestações culturais locais e regionais.

O conselheiro Leandro Henrique Magalhães, professor doutor do Centro Universitário Filadélfia (UniFil), de Londrina, salienta: "Acredito que a constituição do Conselho Estadual de Cultura seja um avanço significativo para a formulação das políticas públicas na área, no Estado do Paraná. É um espaço de debate e reflexão, aberto ao público, por meio do qual serão definidos os caminhos a serem trilhados e as ações a serem implementadas e/ou fortalecidas".

O Conselho Estadual de Cultura, que se constitui de membros titulares e respectivos suplentes, função não remunerada, deverá garantir a interiorização das políticas públicas para a área. "É uma oportunidade de interiorizar o debate, possibilitando que agentes culturais de todas as regiões do Estado participem das discussões e apresentem suas demandas. Inclusive há um compromisso de realizar reuniões do conselho em todas as regiões do Paraná.

Teremos condições de pleitear mais investimentos para a cultura de Londrina e região, buscando a divisão igualitária dos investimentos e evitando que fiquem concentrados num só local do Estado", complementa Leandro Magalhães. Ele destaca ainda que "Nós, conselheiros, temos a obrigação de socializar e estimular o debate, servindo como interlocutor entre a comunidade e a Secretaria de Estado de Cultura".

O conselheiro Maurício Stunitz Cruz, da secretaria de Estado, realça que o Paraná deu um importante passo com a implantação da Lei 17063/12 que criou o CONSEC. "Com o trabalho desse Conselho, buscamos a divisão igualitária de investimentos e, por conseguinte, poderemos evitar a concentração de investimentos numa só região". O chefe da Divisão de Programas e Projetos Culturais da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Danilo Oliveira, que juntamente com o professor Leandro representa a região do Norte do Estado, explica que, com essa iniciativa, o Paraná entra na lógica do Governo Federal como Sistema Nacional de Cultura, o que possibilitará pulverizar políticas públicas nessa área para o interior do Estado. "O Conselho Estadual de Cultura é um importante passo para o reconhecimento da cultura como política pública", salienta Danilo.

O grupo conta com representantes de áreas como teatro, ópera, circo, artes visuais, audiovisual, dança, literatura, livro e leitura, música, patrimônio cultural material e imaterial, manifestações populares, tradicionais e étnicas da cultura.

Última modificação: Quarta, 19 Setembro 2012 10:29
Compartilhe: