A segunda edição do Ciclo de Debates da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) reuniu professores, agentes universitários e representantes discentes para discutir a docência no ensino superior e outros assuntos importantes para a universidade. O evento ocorreu no Auditório Thomaz Nicoletti do Campus Luiz Meneghel, em Bandeirantes, durante os dias 12 e 13 de fevereiro.

A segunda edição do Ciclo de Debates da UENP está chegando. O evento acontece nos dias 12 e 13 de fevereiro, organizado especialmente para o corpo docente da Universidade. Neste ano, o tema do encontro é “A Docência no Ensino Superior: Ampliando Saberes” e acontece no Campus Luiz Meneghel, de Bandeirantes.

O "II Ciclo de Debates, Mostra de Cinema e Documentários: Mestre Pastinha e a Diáspora Africana" da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), neste ano, homenageou Vicente Ferreira Pastinha, o "Mestre Pastinha", praticante e entusiasta do "Jogo de Capoeira Angola", cuja atividade, em 2008, passou a ser considerada, pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), como Patrimônio Cultural Imaterial brasileiro, além de candidato, em 2013, a se tornar Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. O evento, realizado de 7 a 9 de abril, no auditório do PDE, trouxe como tema basilar para as discussões e mesas-redondas a questão da "diáspora africana", a partir de apresentação fílmica referente às práticas culturais e expressões sociopolíticas daqueles que, em comum, trazem como dupla herança a descendência de homens e mulheres que se viram sob a condição forçada da imigração.

A UENP realizou, na última semana, o "1º Ciclo de Debates e Mostra do Cinema Nacional: A Questão Afro-Brasileira". Durante o evento, que aconteceu simultaneamente ao Congresso dos Estudantes Uenpianos (II COESU), foram realizados debates a partir da exibição de filmes que retratam a figura do negro no Brasil. Dentre os convidados para as mesas-redondas, estava o professor e cineasta Renato Cândido de Lima, que participou por Skype das discussões sobre a produção do seu curta-metragem "Jennifer". Toda programação teve tradução simultânea para a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) realizada pelo colegiado de Pedagogia da UENP.