O Programa de Mestrado em Ciência Jurídica, da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), realizou, nos dias 10 e 11, o II Simpósio Internacional de Análise do Direito no Cine Teatro Iguaçu, em Jacarezinho. O evento, que contou com 510 inscrições, dentre alunos, professores e pesquisadores de graduação e pós-graduação de várias instituições de ensino superior do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul, teve o objetivo de suscitar novas perspectivas jurídicas geradoras de uma postura dinâmica e participativa na valorização e desenvolvimento da Ciência Jurídica.

O Simpósio, que teve como coordenador o professor doutor Vladimir Brega Filho, visou ainda o desenvolvimento da área de concentração do Programa de Mestrado em Ciência Jurídica da UENP: "Teorias da Justiça: Justiça e Exclusão" e suas linhas de pesquisa, "Estado e Responsabilidade: Questões Críticas" e "Função Política do Direito". A primeira noite do evento contou com duas conferências. O doutor Lênio Streack, da Universidade Jesuíta Unisinos, do Rio Grande do Sul, fez palestra de abertura do Simpósio, abordando o tema "Crítica à crítica do Direito". A segunda conferência foi realizada pelo professor doutor Ángel Cobacho López, da Universidade de Múrcia, na Espanha. Ángel, que está na UENP desde o final de agosto ministrando aulas no curso de mestrado da instituição, abordou o tema "Desafios para os direitos fundamentais em tempos de internet", em sua conferência.

Na segunda noite do Simpósio, a conferência foi realizada pela doutora Eliana Franco Neme, professora do Instituto Toledo de Ensino (ITE), da Universidade Estadual de São Paulo (UNESP) e da Universidade de São Paulo (USP). Eliana expôs o tema "Cortes Internacionais e Direitos Humanos". Já a conferência de encerramento, "Os Dois Problemas do Direito e seu Tratamento", foi realizada pelo professor doutor João Maurício Adeodato, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

O Simpósio, promovido pelos Programas de Pós-graduação em Direito da UENP, do Centro Universitário de Maringá (CESUMAR) e do Centro Universitário de Bauru (ITE), contou ainda com apresentações de trabalhos na tarde de terça-feira. Os temas abordados pelos coordenadores de grupo de trabalho foram: "Sistema Constitucional de Garantia de Direitos - Bioética e Biodireito"; "Sistema Constitucional de Garantia de Direitos", "Responsabilidade do Estado", "Violência e Criminologia"; e "Função Política do Processo e Hermenêutica Constitucional".

Além dos palestrantes, participaram do evento os presidentes de mesa: os doutores Jaime Domingues Brito, Sérgio Tibiriçá do Amaral (Unitoledo), Fernando de Brito Alves (UENP) e Maurício Gonçalves Saliba (UENP). Como convidados para a primeira noite: Rinaldo Bernardelli Junior, vice-reitor da UENP; Ronny Carvalho da Silva, coordenador do curso de Direito da FEATI; Diomar Francisco Mazzutti, coordenador do curso de Direito da UNOPAR – Bandeirantes; Luiz Fernando Kazmierczak, vice–coordenador do curso de Direito das FIO; e a professora Flávia Elaine Soares Ferreira, da Faculdade Estácio de Sá – Ourinhos. Na segunda noite, os convidados foram: Vanessa Padilha Catossi, vice-coordenadora do curso de Direito da FANORPI; José Sebastião de Oliveira, coordenador do Programa de Mestrado em Ciências Jurídicas do CESUMAR; Edinilson Donisete Machado – coordenador do Direito do UNIVEM; e Fábio Pinha Alonso, professor das FIO.

O evento, apoiado pelo Governo do Estado Paraná; PROJURIS, Estudos Jurídicos; Grupo Lwart; Hotel e Restaurante Canta Galo, Banco do Brasil; Yoki alimentos e Usina Dacalda, contou com participantes de instituições de ensino superior de Ibaiti, Londrina, Maringá, Santo Antônio da Platina, Ponta Grossa, Curitiba, Ourinhos (SP), Marília (SP), Presidente Prudente (SP), Bauru (SP), Parnaíba (MS), dentre várias outras.

Por meio do programa de intercâmbio de mobilidade docente da Zona de Integração do Centro Oeste da América do Sul (Zicosur), a Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), recebeu, na quarta-feira, 5, a professora doutora Patrícia Hernandes, da Argentina. A docente, da Universidade Nacional Santiago Del Estero, foi recepcionada, na instituição, pelo reitor, Eduardo Meneghel Rando, pelo vice-reitor, Rinaldo Bernardelli Junior, além do diretor do Centro de Ciências Agrárias (CCA), do campus Luiz Meneghel, Marco Antonio Gandolfo. O intercâmbio da professora está previsto para acontecer até o dia 18 de setembro.

A professora, que ficará por 14 dias na Universidade, desenvolverá atividades no CCA/CLM, além de participar de palestra cultural no campus Jacarezinho. O cronograma de Patrícia Hernandes teve início ainda na quarta-feira, com a palestra "Alternativas de Diversificação na Agropecuária", rodada de palestras em tendas sobre cultura da banana, cultivo da seringueira, cultivo florestal, ovinocultura e cultivo da melancia. A professora pôde visitar ainda o CLM, o Centro Mesorregional de Excelência em Tecnologia do Leite /CLM/UENP e o Núcleo de Investigação e Tecnologia (Nitec). Hoje, 6, a professora conheceu a Vinícola La Dorni, onde participou de mini-curso sobre a produção de vinhos e degustação.

A partir de segunda-feira, 10, a docente deverá visitar ainda o viveiro de mudas, composteira e minhocário da instituição, o parque Estadual da Mata São Francisco. A pesquisadora participará de mini-palestra sobre sustentabilidade do solo e ministrará aula aos acadêmicos de silvicultura sobre Ecologia Florestal e uma aula magna para os acadêmicos do curso de ciências biológicas, além de outras atividades.

Pela segunda vez no País, Patrícia salienta que o Brasil conta com professores muito capacitados na área ambiental e agrícola. Ela ressalta que um dos principais objetivos do intercâmbio é melhorar a Educação de nível superior e possibilitar uma troca de experiências que possa agregar a todos. Compreendendo bem o português e falando um portunhol afinado, Patrícia disse que está surpreendida pela recepção que teve na Universidade e que sua expectativa é ter uma boa e enriquecedora experiência de mobilidade docente.

O professor Miguel Heitor Braga Vieira do Centro de Letras, Comunicação e Artes (CLCA), da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), campus de Cornélio Procópio, concluiu, no dia 29 de agosto, seu doutorado, ao defender a tese "Formas mínimas: minificção e literatura brasileira contemporânea". A pesquisa foi apresentada junto ao programa de pós-graduação em Letras: Estudos Literários, da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

A banca examinadora foi composta pelos professores doutores: Rauer Ribeiro Rodrigues (UFMS), Rosana Cássia Kamita (UFSC), Luiz Carlos Santos Simon (UEL) e Frederico Augusto Garcia Fernandes (UEL), e presidida por sua orientadora, doutora Regina Célia dos Santos Alves (UEL), que elogiou o trabalho e destacou a relevância da pesquisa.

Professor Miguel é docente do curso de Letras, do CLCA-CP, e coordenador do Centro de Pesquisa em Letras (CEPEL), além de atuar no curso de pós-graduação "Estudos Contemporâneos em Literatura", ofertado pelo GP CRELIT. Os docentes da UENP, em especial, os do CLCA-CPP, cumprimentam o doutor Miguel, parabenizando-o pelo sucesso em mais uma vitoriosa etapa de sua carreira acadêmica.

A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), representada pela pró-reitora de Graduação, Ana Rita Levandovski, e pela coordenadora Institucional do PIBID/UENP, Carla Holanda da Silva, participou do "I Seminário Estadual PIBID do Paraná". O evento, realizado nos dias 24 e 25 de agosto, em Ponta Grossa, foi alicerçado nas novas políticas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) no que tange à formação qualificada de professores para a Educação Básica.

O Seminário, que teve objetivo de conhecer os diferentes impactos que o Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID) tem conquistado nas escolas públicas de Educação Básica, reuniu bolsistas de iniciação à docência, supervisores, coordenadores de área, coordenadores de gestão e coordenadores institucionais de diferentes Universidades, além de representantes da Secretaria Estadual de Educação (SEED).

A programação do evento contou com palestra da professora Fernanda Scaciota Simões da Silva, diretoria de Políticas e Programas Especiais da SEED/PR, que apresentou contribuições acerca do cenário do PIBID no Brasil e no Paraná, além de mesas com falas de Coordenadores Institucionais e de Supervisores e outras comunicações. O evento contou também com apresentação de trabalhos realizados pelos vários envolvidos, com destaque aos bolsistas de iniciação à docência .

A professora Carla Holanda ressalta que: "Tratou-se de um momento extremamente interessante de grande aprendizado, pois foi possível conhecer mais a fundo o PIBID e sua dinâmica a partir das experiências de outras instituições". Participaram do evento, além da UENP, a UEPG, FAFUV, UFPR, UTFPR, IFPR, UFMA, UEL, UEM, UNICENTRO, UNIOESTE, FAFIPA, PUCPR .

Com o objetivo de esclarecer as várias áreas nas quais um veterinário pode atuar, o professor doutor Marcelo Alves da Silva, do Centro de Ciências Agrárias (CCA), da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), campus Luiz Meneghel (CLM), participou, com uma mini fazenda, da I Feira de Profissões CEA-COC, de Santo Antônio da Platina. O evento, realizado no sábado, 1º de setembro, reuniu cerca de 300 estudantes que tiveram oportunidade de conhecer, por meio de painéis conduzidos por profissionais de diversas áreas, aspectos gerais da atuação de cada profissão.

Para a Feira, o professor Marcelo, auxiliado pelos mestrandos em agronomia do CLM, Gean Carlo e Clóvis José Gomes, trouxe um pouco da realidade que será vivida pelo acadêmico veterinária. Além de expor a mini fazenda, que teve o intuito de demonstrar as áreas de atuação da veterinária e da agronomia e, por meio da qual, estudantes, pais e crianças puderam ter contato com alguns animais que serão estudados durante o curso como o bezerrinho, o frango e o suíno, Marcelo ministrou palestra sobre as atividades do profissional de veterinária.

Durante a fala, ele enfatizou cinco grandes áreas de atuação do veterinário: clínica e cirurgia, produção animal, inspeção e tecnologia, agronegócio e saúde animal. O professor esclareceu aos estudantes que, para qualquer atividade que desejar desempenhar dentro dessa área de atuação, o processo deverá ser economicamente viável, socialmente justo, moralmente aceito e ambientalmente sustentável. Lembrou ainda de que "Não Basta gostar de animais para cursar veterinária. De animais, quase todo mundo gosta, o que não é um argumento válido. Não basta isso somente. Há aqueles ainda que dizem: 'Eu faço veterinária porque não gosto de gente'. Mas se esquecem de que quem irá ligar pedindo ajuda é o cliente que gosta daquele animal e quer que você resolva o problema dele".

Professor de ética, pastagem e bovinocultura leiteira, Marcelo salienta a importância de uma feira de profissões para o estudante do ensino fundamental. "Às vezes, o aluno, quando vai fazer a inscrição para o vestibular, não tem tão claro em sua mente o que é cada profissão. Assim, poderá ser movido por paixão, por aquilo que gosta de fazer, ou pelo fator econômico relacionado à profissão, mas não conhece, nem superficialmente, qual a atuação daquele profissional. O que buscamos aqui é clarear para os vestibulandos o que é cada profissão e divulgar o curso de ciências agrárias da UENP".

A proprietária CEA, Andrea Perri Massuia Vaz, acentua que "O evento que realizamos tem o intuito de fazer com que o vestibulando tenha a oportunidade de ter contato direto com o profissional que poderá partilhar sobre suas experiências, perspectivas da área e ainda como foi a vida acadêmica dele". Os estudantes que participaram da Feira de Profissões tiveram oportunidade de ouvir palestras das áreas como administração, marketing, arquitetura, artes, biomedicina, medicina, comunicação social, contabilidade, matemática, desing de interiores, direito, economia, educação física, enfermagem, engenharia civil, de produção, elétrica, química, farmácia de bioquímica, fisioterapia, fonoaudiologia, gastronomia, informática, medicina veterinária, dentre outras.

Além da UENP e de serviços de orientação a estágios, bolsas do governo federal, a Feira de profissões contou com a participação do Instituto Federal do Paraná (IF-PR), Senac, Unifil, UEL, Fanorpi, Gammon.

Professor Marcelo durante feira de profissões em Santo Antonio da Platina

UENP-CLM - ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES