O Conselho da Comunidade de Jacarezinho, em visita à cadeia do município, confirmou dados de uma realidade carcerária subumana. A situação de superlotação e a falta de efetivo policial para o trabalho com os presos agravam a situação. Durante a visita, salientou-se a necessidade da criação de um Sistema Prisional Misto que atenda unicamente às cidades da região, para que se garanta a segurança da população, transferindo os presos provisórios e condenados para o presídio. A visita serviu também para que o Conselho se apresentasse ao delegado de polícia chefe, doutor Sérgio Luiz Barroso.

Um dos pontos mais críticos levantados pelos Conselheiros, após os argumentos do delegado Barroso, foi a falta de efetivo policial que vem acarretando diversos problemas no trabalho com os presos. O presidente do Conselho, o advogado Alécio Colione Junior, lembra, entretanto, que "A responsabilidade de cuidar e lidar com os detentos não é da Polícia Civil, a qual não é treinada para isso, mas para investigação de crimes. Com a grande quantidade de presos, cerca de 100, e o ínfimo de policiais cívis, fica complicada a situação de investigação e também da segurança".

Alécio declara ainda que compreende os problemas que vem enfrentando a polícia da Comarca e que seria de muita importância e de grande avanço para as cidades circunvizinhas, a instalação, na região, de um Sistema Prisional Misto, para presos provisórios e condenados. "Com um Sistema como esse, os detentos seriam retirados de dentro da cadeia pública local, desatolando a Polícia Civil, bem como seria uma medida de segurança, afinal, os presos não estariam mais no centro da cidade, mas em uma penitenciária com segurança e efetivo capaz de controlar possíveis rebeliões ou fugas".

Ele explica que este sistema prisional, que já foi questão de discussão levantada em Jacarezinho, seria pertinente e, diferentemente do credo popular, não haveria mudança da família dos detentos, uma vez que os abrangidos pelo sistema seriam os presos de cidades próximas como Cambará, Ribeirão Claro, Andirá, Santo Antônio da Platina, dentre outras. "Não haveria o porquê famílias devidamente instaladas em suas cidades se mudarem para cá. Ainda mais por que, pela visita ser semanal ou quinzenal", salienta o presidente. Alécio lembra que tal Sistema traria mais empregos e desenvolvimento para a segurança pública das cidades.

Durante a visita, também realizada pelo vice-presidente do Conselho, professor doutor Rinaldo Bernardelli Junior e pelo conselheiro fiscal Wagner Hertz Merege, foi levantada a possibilidade de inserção de estudos aos detentos. O Conselho, afirma Alécio, tão logo seja efetivo, buscará convênios estudantis, bem como de cursos de formação profissional, para reinserir os egressos, ou os presos em regime semiaberto e aberto, ao mercado de trabalho. Foram ressaltados ainda outros aspectos, como onde poderia o Conselho da Comunidade atuar para auxiliar o setor carcerário e os detentos, bem como demonstrado o apoio do Conselho ao que for necessário para a melhor condição de vida dos detentos, ou após, na condição de egressos.

Está confirmado para os dias 19, 20 e 21 de outubro o segundo jogos universitários da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), que, neste ano, será realizado em Bandeirantes. Cerca de 400 acadêmicos são esperados para esta edição que contará com a disputa das modalidades de basquetebol, voleibol, futsal, handebol, natação, xadrez, futebol de campo, atletismo e futebol society feminino. As competições serão realizadas no campus Luiz Meneghel, colégios da cidade e no Ginásio "Chinelão", onde, a partir das 20h de sexta-feira, 19, acontecerá a abertura oficial com a participação das delegações dos três campi da Universidade. As inscrições para a participação nos Jogos vão até o dia 28 de Setembro, e os acadêmicos interessados em competir devem procurar as representações de seus cursos.

Os gestores de TI da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) Wellington Della Mura, diretor do Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI), Luiz Fernando Legore Nascimento, chefe de Divisão de Processamento da Informação, e Rogério Matsui Guenta, coordenador de Tecnologias Educacionais, participaram do 1º Fórum de Políticas de TI nas Instituições de Ensino Superior (IEES) do Paraná. O evento, que aconteceu na sexta-feira, 21 de setembro, no anfiteatro da FADEC, da Universidade de Maringá (UEM), foi direcionado para gestores, professores e alunos da área de informática e demais interessados das IEES do Estado.

Alunos do curso de Sistemas de Informação do Centro de Ciências Tecnológicas (CCT), da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), campus Luiz Meneghel, de Bandeirantes, participaram da XVII Maratona de Programação, etapa regional, que aconteceu na cidade de Medianeira (PR), no último dia 15. O evento, realizado pela Sociedade Brasileira de Computação e ACM International Collegiate Programming Contest em parceria com a fundação Carlos Chagas, contou com a participação de 29 equipes este ano, três da UENP.


Os professores José Reinaldo Merlin, Estevan Braz Costa e Bruno Miguel de Souza, lideraram as equipes da UENP. A equipe HRE Java Clube, composta pelos acadêmicos Henrique Cardoso, Roberto Elero e Elielson de Souza, ficou em 7º Lugar na competição. As outras foram integradas pelos alunos: Dionatan Felipe Morganti da Silva, Junior Cesar de Almeida Xavier e Gustavo Fontolan, Giovanne Striquer, Ronaldo Cesar Mengato Jr. e Elias Rodrigues Silva.


Maratona de Programação

A Maratona, destinada a alunos de cursos de graduação e início de pós-graduação na área de Computação e afins (Ciência da Computação, Engenharia de Computação, Sistemas de Informação, Matemática, etc) busca promover nos alunos a criatividade, a capacidade de trabalho em equipe, a busca de novas soluções de software e a habilidade de resolver problemas sob pressão. Além da UENP, participaram da Maratona a Universidade do Centro Oeste do Paraná (UNIOESTE), de Foz de Iguaçu e de Cascavel, a Universidade Estadual de Londrina (UEL) e a Universidade Tecnológica do Paraná (UTFP) de Pato Branco e de Medianeira.


Na competição, os times são compostos por três alunos, que tentam resolver durante cinco horas o maior número possível dos oito ou mais problemas que são entregues no início da maratona. Estes alunos têm à sua disposição apenas um computador e material impresso (livros, listagens, manuais) para vencer a batalha contra o relógio e os problemas propostos.

maratona-programacao

Maratona busca promover criatividade e capacidade de trabalho em grupo

 

O III ENELIN - Encontro de Estudos da Linguagem - Sociedade digital e globalização: a linguagem na perspectiva do multiletramento será realizado nos dias 20 e 21 de setembro pelos grupos de pesquisa PEL – Pesquisa em Estudos Linguísticos – e GETELIN – Gêneros Textuais e Ensino de Línguas, do Centro de Letras, Comunicação e Artes da Universidade Estadual do Norte do Paraná, campus de Cornélio Procópio.3enelin-livro

Interessados em participar como ouvintes poderão fazer suas inscrições até o dia 19/09
Interessados em participar apenas das palestras, poderão fazer suas incrições no dia do evento.

Dia 20/09: Palestra com uma das autoras das Orientações Curriculares para o Ensino Médio, Profa. Dra. Walkyria Mont Mór (USP), com a temática, Sociedade digital e globalização: a formação de professores e a perspectiva dos letramentos críticos.

Dia 21/09: Palestra com o Prof. Eduardo Moura, com a temática Multiletramentos (UNICAMP).
Atenção: a partir de 19/09 divulgaremos os trabalhos aceitos.
Contamos com a presença de todos.

UENP-CLM - ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES