REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO – TCC

CURSO DE LETRAS: PORTUGUÊS/INGLÊS

 

Art. 1º. O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em Letras: Português/Inglês (UENP/ CCP) segue as orientações estabelecidas pela Resolução 026/2011 CEPE/UENP, que regulamenta o componente curricular TCC nos cursos de graduação da UENP, e a Resolução Nº 010/2017 CEPE/UENP, que estabelece o Regimento da Graduação da UENP.

Art. 2º. O TCC é uma produção de caráter científico que demanda cautela e observações rigorosas a regras, seja de normalização, seja de formato e até mesmo de precisão no uso da linguagem.

Art 3º. É vedado o aproveitamento de TCC realizado em outro Curso de Graduação.

Art 4º. O TCC é um componente curricular com carga horária de 200 horas, divididos em dois períodos de 100 horas, 7º (TCC 1) e 8º (TCC 2) períodos do curso.

Art. 5º. No TCC 1 o aluno será avaliado pela participação nas orientações, entrega da intenção de pesquisa e da fundamentação teórica do trabalho, assim como pela participação contínua no processo.

§ 1º. A entrega da intenção de pesquisa e da fundamentação teórica do trabalho deverá ser feita, pelo estudante, na secretaria do curso, em data a ser estipulada no calendário do centro de estudos.

§ 2º. A intenção de pesquisa será registrada em formulário próprio disponibilizado no site do curso.

§ 3º. O professor orientador tem autonomia para fazer o agendamento das orientações que achar necessárias para a realização do trabalho, essas não podendo ser em número menor do que quatro (4) ao longo do período.

§ 4º. A frequência nas orientações deverá ser registrada em ficha própria disponibilizada pelo coordenador de TCC ao orientador e entregue por esse para cômputo da frequência em data estipulada no calendário do centro de estudos.

Art. 6º. No TCC 2 o aluno será avaliado pela participação nas orientações, entrega do trabalho final em formato descrito no Art. 8º e apresentação oral relativa ao trabalho em evento técnico-científico de Letras ou áreas afins.

§ 1º. O peso de cada atividade avaliativa será determinado, anualmente, pela comissão executiva do curso e divulgado em documento próprio.

§ 2º. O docente orientador de TCC deve acompanhar e avaliar a apresentação oral do orientando no evento técnico-científico.

Art. 7º. A avaliação do trabalho escrito será feita por meio de pareceres escritos, elaborados por dois avaliadores: o primeiro é o orientador do trabalho, e o segundo é um professor da UENP ou um pesquisador externo à instituição.

§ 1º. A avaliação do TCC está condicionada à comprovação, por meio de certificado ou declaração, da participação do acadêmico em evento técnico-científico da área com apresentação oral.

§ 2º. A banca fará a apreciação do trabalho escrito por meio de uma tabela de avaliação oferecida pela coordenação de TCC, em que estão descritos os critérios a serem seguidos.

§ 3º. O trabalho será dispensado de avaliação por pareceres escritos quando publicado em periódico científico estratificado com Qualis, até a data informada em documento próprio. Nesse caso, a avaliação será feita pelo próprio orientador.

§ 4º. Caso seja comprovado que o trabalho apresentou informação fraudulenta ou cópia indevida (plágio), o estudante será automaticamente reprovado.

Art. 8º. Para o trabalho escrito, o curso de Letras: Português/Inglês indica os seguintes formatos: artigo científico, relato de experiência, produto educacional, ensaio.

§ 1º. Demais formatos poderão ser utilizados conforme avaliação da Comissão Executiva do curso.

§ 2º. A escrita do texto do TCC pode ser realizada em língua portuguesa ou em língua inglesa, a critério do docente orientador.

§ 3º. Os custos da elaboração e finalização do TCC ficarão a cargo do estudante.

Art. 9º. A distribuição de orientações deverá ser realizada pelo coordenador de TCC no 6º período do curso, por meio de consulta aos estudantes.

Parágrafo único: Os alunos de Iniciação Científica preferencialmente serão orientados por seus respectivos orientadores de Iniciação Científica.

Art. 10º. A mudança de orientação poderá ser solicitada pelo estudante ou pelo professor orientador à coordenação de TCC mediante justificativa, que será avaliada pela comissão executiva, que deferirá ou indeferirá o pedido.
Art. 11º. À secretaria do curso de Letras: Português/Inglês compete:

  1. Receber os documentos referente ao componente TCC, protocolizar a data de entrega e encaminhá-los à Coordenação de TCC.

  2. Receber a versão final dos trabalhos escritos (com protocolo datado) e arquivar os trabalhos recebidos conforme orientação do Coordenador de TCC.

Art. 12º. Além das funções já descritas na Resolução 026/2011 CEPE/UENP, à Coordenação de TCC compete:

  1. Receber as fichas de intenção de pesquisa dos estudantes do 6º período do curso.

  2. Comunicar à Coordenação do Curso a respeito da necessidade de reunião do Colegiado para a determinação das orientações de TCC.

  3. Coordenar a determinação de orientação de TCC em ano anterior ao início das orientações que fazem parte das atividades do 7º e 8º período do curso.

  4. Acompanhar o desenvolvimento das atividades de orientação, respondendo às demandas levantadas por estudantes e professores.

  5. Reunir-se com estudantes ou professores para a resolução de problemas relativos à orientação ou à elaboração de TCC.

  6. Determinar a substituição de orientadores quando da não resolução de problemas de orientação entre estudante e professor ou a partir de solicitações.

  7. Programar atividades relativas ao TCC a serem ofertadas aos estudantes mediante reunião. A programação deverá estar disponível para consulta no mural do Colegiado do Curso.

  8. Orientar a secretaria do colegiado a respeito dos procedimentos para recebimento, protocolo e arquivamento dos TCC e das fichas de avaliação de TCC.

  9. Comunicar à Coordenação de Curso os casos de reprovação no TCC.

  10. A operacionalização, organização, planejamento e permanente avaliação das atividades docentes e discentes relativas ao TCC.

Art. 13º. Cabe à Comissão Executiva resolver casos omissos não especificados nesse regulamento e na Resolução 026/2011 CEPE/UENP.