Centro de Ciências Agrárias da UENP participa de Feira de Profissões

Quinta, 06 Setembro 2012 15:23 por Cristiano Oliveira

Com o objetivo de esclarecer as várias áreas nas quais um veterinário pode atuar, o professor doutor Marcelo Alves da Silva, do Centro de Ciências Agrárias (CCA), da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), campus Luiz Meneghel (CLM), participou, com uma mini fazenda, da I Feira de Profissões CEA-COC, de Santo Antônio da Platina. O evento, realizado no sábado, 1º de setembro, reuniu cerca de 300 estudantes que tiveram oportunidade de conhecer, por meio de painéis conduzidos por profissionais de diversas áreas, aspectos gerais da atuação de cada profissão.

Para a Feira, o professor Marcelo, auxiliado pelos mestrandos em agronomia do CLM, Gean Carlo e Clóvis José Gomes, trouxe um pouco da realidade que será vivida pelo acadêmico veterinária. Além de expor a mini fazenda, que teve o intuito de demonstrar as áreas de atuação da veterinária e da agronomia e, por meio da qual, estudantes, pais e crianças puderam ter contato com alguns animais que serão estudados durante o curso como o bezerrinho, o frango e o suíno, Marcelo ministrou palestra sobre as atividades do profissional de veterinária.

Durante a fala, ele enfatizou cinco grandes áreas de atuação do veterinário: clínica e cirurgia, produção animal, inspeção e tecnologia, agronegócio e saúde animal. O professor esclareceu aos estudantes que, para qualquer atividade que desejar desempenhar dentro dessa área de atuação, o processo deverá ser economicamente viável, socialmente justo, moralmente aceito e ambientalmente sustentável. Lembrou ainda de que "Não Basta gostar de animais para cursar veterinária. De animais, quase todo mundo gosta, o que não é um argumento válido. Não basta isso somente. Há aqueles ainda que dizem: 'Eu faço veterinária porque não gosto de gente'. Mas se esquecem de que quem irá ligar pedindo ajuda é o cliente que gosta daquele animal e quer que você resolva o problema dele".

Professor de ética, pastagem e bovinocultura leiteira, Marcelo salienta a importância de uma feira de profissões para o estudante do ensino fundamental. "Às vezes, o aluno, quando vai fazer a inscrição para o vestibular, não tem tão claro em sua mente o que é cada profissão. Assim, poderá ser movido por paixão, por aquilo que gosta de fazer, ou pelo fator econômico relacionado à profissão, mas não conhece, nem superficialmente, qual a atuação daquele profissional. O que buscamos aqui é clarear para os vestibulandos o que é cada profissão e divulgar o curso de ciências agrárias da UENP".

A proprietária CEA, Andrea Perri Massuia Vaz, acentua que "O evento que realizamos tem o intuito de fazer com que o vestibulando tenha a oportunidade de ter contato direto com o profissional que poderá partilhar sobre suas experiências, perspectivas da área e ainda como foi a vida acadêmica dele". Os estudantes que participaram da Feira de Profissões tiveram oportunidade de ouvir palestras das áreas como administração, marketing, arquitetura, artes, biomedicina, medicina, comunicação social, contabilidade, matemática, desing de interiores, direito, economia, educação física, enfermagem, engenharia civil, de produção, elétrica, química, farmácia de bioquímica, fisioterapia, fonoaudiologia, gastronomia, informática, medicina veterinária, dentre outras.

Além da UENP e de serviços de orientação a estágios, bolsas do governo federal, a Feira de profissões contou com a participação do Instituto Federal do Paraná (IF-PR), Senac, Unifil, UEL, Fanorpi, Gammon.

Professor Marcelo durante feira de profissões em Santo Antonio da Platina

Última modificação: Quarta, 19 Setembro 2012 15:28
Compartilhe: