Projeto da UENP leva arte do Norte Pioneiro para Espaço Cultural da Alep

Quinta, 22 Agosto 2019 11:34 por Editor da Comunicação Social
Obras de artistas do Norte Pioneiro são exibidas no Espaço Cultural da Assembleia Legislativa do Paraná Obras de artistas do Norte Pioneiro são exibidas no Espaço Cultural da Assembleia Legislativa do Paraná

Artistas do Norte Pioneiro expuseram suas obras no Espaço Cultural da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). A mostra "Patrimônios do Norte Velho para além da pedra e cal" foi concebida através de parceria entre o projeto de extensão “Identidades Visuais: ações para economia solidária e preservação de ofícios tradicionais” e intermediada pelo deputado estadual Evandro Araújo, com apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC) da UENP. Ao todo, cerca de 50 peças foram levadas à galeria da Assembleia.

Para a mostra, as imagens foram divididas em subtemas, como: figuras, cotidiano, lendas, personagens, lugares de memória, urbanidade e releituras de memórias e imaginários. Participam os artistas Marcos Almeida, de Santo Antônio da Platina, Donizete Nascimento e João Caldeira, de Jacarezinho e Carolina Sobreira, de Londrina; além das obras produzidas no curso de Xilogravura, que ocorreu em 2018 no prédio do PDE/UENP, curso organizado pelo projeto “Identidades Visuais” para comunidade local. A ação extensionista é fruto do Programa Universidade Sem Fronteiras.

“Esta exposição, além de projetar a produção cultural de nossos artistas, certamente abrirá caminhos para que a arte norte-paranaense ganhe visibilidade e passe, quem sabe, a ser vista enquanto  matéria passível de políticas culturais concretas pelo Estado. E tudo isso só foi possível graças aos membros do projeto Identidades Visuais, coordenado pela professora Luciana Brito, que, há tempos, vem realizando excelentes projetos culturais na Universidade", afirma o Diretor de Cultura da UENP, James Rios.

“A exposição ‘Patrimônios do Norte Velho para além da pedra e cal’, além de dar visibilidade aos artistas locais e  valorizar suas produções (cerâmica, pintura, fotografia e xilogravura), teve como intuito apresentar os patrimônios da mesorregião Norte Pioneiro do Paraná, por meio do enfoque da significação social das paisagens, bens e culturas, tema discutido nos encontros da Linha de Pesquisa “História, Narrativas e Sociabilidades: Patrimônios do Norte Velho do Paraná” (CNPq)”, relata a professora Luciana Brito, coordenadora do projeto Identidades Visuais.

As obras estão disponíveis na exibição de 19 a 23 de agosto. A exposição contou com o apoio da equipe (Renê Wagner Ramos e Luiz Carlos Brugnera) da Coordenação do Sistema Estadual de Museus (Cosem), que na ocasião dispôs dos suportes necessários para montagem da mostra.

O projeto Identidades Visuais

"O objetivo principal do projeto “Identidades Visuais” é valorizar a arte local. A desvalorização que recai sobre a arte e o ofício de artista faz com que a sustentabilidade desse ramo como profissão e a eficiente preservação de seus bens apresentem-se deficientes. Diante de tal quadro, além da organização de exposições, propomos um conjunto de atividades de formação e assistência técnica que busque a revitalização da arte local, e a preservação de seus saberes tradicionais, bem como a melhoria de renda destes sujeitos sociais", explica a coordenadora. 

Última modificação: Quinta, 22 Agosto 2019 18:15
Compartilhe: