Baterias da UENP têm participação expressiva no JIA de Londrina

Terça, 08 Outubro 2019 11:31 por Editor da Comunicação Social
Bateria Capiau, do Curso de Direito, conquistou 3º lugar geral no JIA Londrina. Agremiação ainda levou dois estandartes no repinique e no surdo de terceira Bateria Capiau, do Curso de Direito, conquistou 3º lugar geral no JIA Londrina. Agremiação ainda levou dois estandartes no repinique e no surdo de terceira

As baterias universitárias Capiau (Direito) e Percuchão (Campus Luiz Meneghel) participaram do Desafio de Baterias dos Jogos Inter Atléticas de Londrina (JIA). A competição foi realizada no sábado, 5 de outubro, e teve expressiva pontuação de ambas as agremiações da UENP.

Destaque para a Bateria Capiau, do curso de Direito, que ficou com o 3º lugar no Desafio de Baterias. Os acadêmicos da UENP obtiveram 117,1 pontos, empatando com outras duas agremiações na acirrada competição. O critério de desempate que deu o bronze à Capiau foi o quesito de Execução, no qual a bateria alviverde atingiu 29,2 pontos. Dois ritimistas do grupo obtiveram conquistas individuais, chamadas de Estandartes: João Godói com o repinique e Ronaldo César com o surdo de terceira.

O resultado no JIA é uma das maiores conquistas da Bateria Capiau, que emocionou a presidente da agremiação, Aline Foggiato. “Já chorei por ela diversas vezes e quando ouvimos o resultado dos estandartes e nossa colocação perdi as forças nas pernas e literalmente cai no choro. É um sonho realizado. E muito merecido. Fico muito feliz que tenhamos conseguido e só tenho a agradecer a todos que fizeram parte”, relata.

A Bateria Capiau, que vinha de um inédito 4º lugar no Desafio de Baterias dos Jogos Jurídicos Paranaenses 2019, vê evolução crescente em seus resultados. “Cada degrau é importante na escalada. Não estaríamos aqui se alguém não tivesse dado o primeiro passo, assim como eu sei que vamos ser degrau para coisas maiores que virão. É preciso muito amor pra se dedicar a isso. E amor não faltou. Esse ano tivemos altos e baixos, mas sempre permanecemos juntos, como uma família. Não soltamos nossas mãos em nenhum momento e eu tenho certeza que foi isso que fez com conquistássemos o que conquistamos”, acrescenta Aline.

A Bateria Percuchão, dos cursos do Campus Luiz Meneghel, ficou em 8º lugar geral. É a segunda participação da agremiação com 1 ano e 10 meses de existência em Competições de Baterias. A estreia foi realizada no Interbatuc 2019, realizado em São Carlos-SP. Para a presidente, Ellen Souza, o resultado é extremamente satisfatório.

“Nós ficamos em 8° lugar, mas a sensação de dever cumprido foi imensurável. Esta oitava colocação dentre tantas baterias maravilhosas foi algo que não pode ser explicado, mas só sentido. Parece pouco, mas só quem viveu sabe o quão gratificante é esse 8° lugar. Foram alguns dias sem dormir de preocupação e de estresse que no fim vale a pena. Eu faria tudo novamente para ver o meu grande amor tocando lindamente naquele sábado”, declara.

A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC) tem incentivado os projetos de baterias universitárias na UENP. O diretor de cultura, James Rios, destaca a parceria entre a PROEC e as agremiações acadêmicas. “As baterias universitárias são, sem dúvidas, entidades que representam muito bem a UENP onde quer que estejam. Nós ficamos muito felizes com os resultados alcançados, mas, sobretudo, com a garra e força de vontade dessa garotada. Assim que possível, vamos pensar em projetos de fomento para as nossas baterias que estão de parabéns”, conclui. 

 

Última modificação: Terça, 08 Outubro 2019 13:43
Compartilhe: