Estudante da UENP é aprovado em um dos concursos mais disputados do País

Terça, 14 Agosto 2012 09:21 Publicado por Assessoria de Comunicação UENP
Eduardo Rodrigues Gonçalves, 21, passou em 5º lugar na 1º fase do concurso para advogado da União dentre 28 mil candidatos; próxima fase constará de prova discursiva Eduardo Rodrigues Gonçalves, 21, passou em 5º lugar na 1º fase do concurso para advogado da União dentre 28 mil candidatos; próxima fase constará de prova discursiva

Dedicação, força de vontade e disciplina são a fórmula do sucesso do estudante de direito da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Eduardo Rodrigues Gonçalves, de apenas 21 anos, aprovado num dos concursos mais disputados do Brasil: para a Advocacia Geral da União. O jovem passou em 5º lugar na primeira fase do concurso, que reuniu cerca de 28 mil candidatos. Agora, Eduardo se prepara para a segunda fase que irá acontecer nos dias 29 e 30 de setembro em Curitiba.

 


DSC 0082O jovem de natureza tímida, mas com os olhos fitos no sonho que está perto de ser realizado é natural de Guapirama, município de aproximadamente quatro mil habitantes, localizado no Norte Pioneiro do Paraná. Eduardo, embora a pouca idade, já tem certa experiência em concursos públicos. Quando estava no segundo ano de direito, foi aprovado em 2º lugar para técnico da Justiça do Paraná para o município de Joaquim Távora, vaga que preferiu não assumir. No terceiro ano, foi aprovado em 6º lugar para analista do Ministério Público da União do Paraná. No quarto ano do curso, passou em todas as provas para a procuradoria do Estado, ficando em 5º lugar, mas foi impedido de assumir a vaga porque não havia colado grau. No início deste ano, foi aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

 


Ao concurso para advogado da União, que tem salário de R$ 14.970,60 garantido aos contratados, Eduardo concorreu com 27.812 candidatos na prova objetiva (eliminatória e classificatória). A avaliação, composta por 200 questões, foi dividida em três grupos: Direito Administrativo, Constitucional, Tributário, Financeiro e Econômico; Direito Civil, Processual Civil, Empresarial, Internacional Público; Direito Penal e Processual Penal, do Trabalho e Processual do Trabalho e Direito da Seguridade Social. Na próxima fase, ele passará, com mais 490 candidatos, pela prova discursiva e oral que possivelmente classificará todos que tirarem nota mínima.


O estudante revela que "Eu estudo bastante, desde o primeiro ano do curso de direito, porque sempre quis fazer concurso. Estudo praticamente o dia inteiro". Filho de Eduí Gonçalves e Josiane Terezinha Rodrigues Gonçalves e irmão de Felipe Rodrigues Gonçalves, Eduardo ainda fica um pouco desajeitado para falar de suas conquistas, mas faz questão de acentuar a importância dos pais, da namorada e dos ensinamentos dos professores que o ajudaram nesse processo. "Eu agradeço a todos que ajudaram na realização desse sonho. Meus pais, minha namorada (Francislaine Carvalho), meus professores. Numa página criada no Facebook para aqueles que iriam prestar o concurso, as pessoas não acreditam que passei com a idade que tenho e me perguntam onde eu estudei".


O diretor do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), campus Jacarezinho, Allaymer Ronaldo Régis dos Bernardo Bonesso, salienta: "Eduardo alia inteligência com humildade que é a formula certa para o sucesso". O professor explica que a conquista obtida por Eduardo, além dos méritos próprios do acadêmico, "É resultado da continuidade de um trabalho realizado por esta tradicional instituição de ensino superior que, já há muito tempo, é avaliada como uma das melhores do Brasil. É também resultado da continuidade nos estudos, nas pesquisas científicas do Direito". Allaymer acentua: "O Eduardo ainda não é formado em direito e já foi aprovado para uma das funções mais importantes da União. Isso é reflexo de um trabalho de gerações dentro desta Faculdade que integra a UENP".

Última modificação: Quarta, 15 Agosto 2012 09:29
Compartilhe: