A Coordenadoria de Relações Internacionais (CRI) da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) abriu o edital 048/2019 que seleciona um bolsista graduado em Jornalismo para atuar no programa “O Paraná Fala Inglês”. O contrato tem duração programada para 24 meses e não gera vínculo empregatício. As inscrições podem ser realizadas até o dia 31 de outubro. 

A quinta edição da Mostra de Arte Afro-Brasileira está chegando com muitas novidades. O evento é uma iniciativa da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, em parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Instituto Federal do Paraná (IFPR). A Mostra será realizada entre os dias 31 de outubro e 23 de novembro nos municípios de Jacarezinho, Bandeirantes, Santo Antônio da Platina e Cornélio Procópio.

Estudantes dos cursos de Odontologia e Fisioterapia do Centro de Ciências da Saúde (CCS-CJ) da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) realizaram ações de prevenção e conscientização em saúde em Jacarezinho. A atividade foi promovida no estacionamento da Catedral Diocesana durante o sábado, 12 de outubro.

O curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Campus de Jacarezinho, realizou banca de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) na Terra Indígena Pinhalzinho, localizado no município de Tomazina. A apresentação das formandas Joyce Cristina da Silva e Suzana Matias aconteceu na tarde de terça-feira, 9 de outubro.

O trabalho “Dia do Índio: reflexões sobre o ensino da cultura indígena nos anos iniciais do ensino fundamental” foi orientado pela professora-mestre Sonia Regina Leite Merege. Participaram também da Banca os professores-mestres Jonas Nogueira Junior e Pedro Ferrari. O TCC foi apresentado em uma sala de aula da Escola Estadual Indígena Yvy Porã. A banca pública contou também com a presença de educadoras que atuam na instituição de ensino.

O trabalho de Joyce e Suzana - cujo abstract (resumo em outro idioma) foi escrito em Guarani - trouxe reflexões sobre a maneira como é trabalhado o Dia do Índio nos anos iniciais do ensino fundamental. Segundo a pesquisa das acadêmicas, a temática ainda é abordada nas escolas públicas com viés estereotipado, superficial e com baixo aproveitamento cultural da data, retratando o índio de maneira distanciada e sem promover a real integração das populações indígenas à sociedade.

O TCC das estudantes de Pedagogia da UENP também trouxe sugestões de maneiras mais adequadas para se abordar o Dia do Índio de maneira efetiva na escola. Dentre elas, retratar os indígenas como uma população emancipada e empoderada. Observar também as manifestações culturais dos indígenas para além de suas vestes e pinturas, mas a ética e a filosofia de seus costumes. Convidar membros das comunidades indígenas para participar de dinâmicas dentro da escola, conversando pessoalmente com os alunos, entre outras providências.

Dentre os apontamentos realizados pela Banca, os professores da UENP elogiaram o mérito do TCC de Joyce e Suzana como um esforço de contra-colonização em um processo de constante resistência da população indígena. Reiteraram também os acertos do trabalho em observar o índio de maneira plural e horizontal, uma vez que a estudante Suzana tem origem indígena. Para os docentes, a pesquisa tem potencial para gerar mais frutos em projetos futuros como programas de pós-graduação e publicações em periódicos da área.

“É uma experiência muito gratificante para mim ter desenvolvido este trabalho junto à Joyce e tratar sobre o Dia do Índio nas escolas. É ainda mais recompensador realizar a apresentação do trabalho na aldeia indígena”, afirmou Suzana Matias, após a apresentação do TCC, que foi aprovado pela banca.

“Eu fico muito feliz em realizar esta parceria com minha amiga Suzana para desenvolver este Trabalho de Conclusão de Curso. Apresentar a pesquisa diante da comunidade indígena é ainda mais significativo e ilustrativo da relevância da nossa atividade”, finalizou a formanda Joyce Cristina.

Aproveitando o momento de integração, os professores da UENP também dialogaram com os docentes da EEI Yvy Porã sobre as especificidades do ensino na escola da aldeia. Receberam uma breve aula sobre o calendário indígena, escrito em Guarani e, por fim, visitaram as margens do Rio das Cinzas, que cruza a Terra Indígena Pinhalzinho.

O professor-doutor Fabrício José Jassi, do curso de Fisioterapia da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), desenvolveu um método inovador que integra exercícios funcionais a atividades que estimulam a atividade sensorial do corpo. O “Método Jassi”, que está em processo de patenteamento, já foi apresentado a fisioterapeutas de todo o país e é também aplicado nos atendimentos realizados pela Clínica de Fisioterapia da UENP.

UENP-CJ - ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

  • CONVOCA os candidatos abaixo para serem submetidos à entrevista para o ingresso na 5a Turma do Doutorado em Ciência Jurídica desta Instituição

  • CONVOCA os candidatos abaixo para serem submetidos à entrevista, no dia 07 de novembro de 2019.

  • DA CONHECIMENTO da realização da banca de defesa pública de Dissertação de Mestrado em Ciência Jurídica - Mestrando: Vinícius Alves Scherch

  • REMARCA e DA CONHECIMENTO da audiência pública a ser realizada no dia 18 de outubro de 2019, às 16:30 horas, neste Centro de Ciências Sociais Aplicadas, para a conclusão do estágio pós-doutoral em Ciência Jurídica, de João Victor Rozatti Longhi

  • REMARCA e DA CONHECIMENTO da realização das bancas de qualificação pública de Dissertação de Mestrado em Ciência Jurídica - Mestrandas: Mariana de Mello Arrigoni e Simone Valadão Costa e Tressa