UENP participa de pesquisa latino-americana sobre o Pensamento Histórico de Jovens

Terça, 25 Junho 2019 11:24 por Assessoria de Comunicação Social
Dados sobre aprendizagem histórica, cultura histórica e cultura política foram coletados no Colégio Estadual Rui Barbosa; escola particular também participará da pesquisa Dados sobre aprendizagem histórica, cultura histórica e cultura política foram coletados no Colégio Estadual Rui Barbosa; escola particular também participará da pesquisa

A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), por meio do curso de História, realiza coleta de dados para o “Projeto Residente: o pensamento histórico dos jovens da América Latina”. A iniciativa, realizada em todo o continente latino-americano envolvendo jovens entre 15 e 16 anos, é liderada, no Paraná, pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), e agrega dados para pesquisas, publicações e estudos na área de História, com o objetivo de contribuir para melhorias das políticas públicas de educação, formação inicial e continuada de professores e para subsidiar os docentes em seus planejamentos e aulas.

Em Jacarezinho, os dados sobre aprendizagem histórica, cultura histórica e cultura política foram coletados no Colégio Estadual Rui Barbosa. Estudantes do curso de História da UENP ajudaram alunos do 1º e do 2º ano do Ensino Médio no preenchimento de um questionário com 35 questões sobre os conteúdos estudados pelos estudantes, além de suas opiniões pessoais sobre o contexto histórico, político e econômico vivenciado no País. Uma escola privada da cidade também deve receber os pesquisadores em breve.

As respostas serão lançadas pelos acadêmicos a uma base de dados comum que já proporcionou a publicação de dois livros e mais de 70 artigos acadêmicos produzidos no Brasil, na Argentina e no México, utilizando estatísticas obtidas com as informações dos questionários.

Segundo um dos coordenadores do projeto na UENP, professor-doutor Jean Moreno, a coleta de dados tem um valor riquíssimo. “Estes dados sobre a percepção histórica, social, política e econômica de nossos jovens podem ser confrontados com outros países da América Latina, além de proporcionar a proximidade dos nossos alunos com a realidade da educação. São informações com um valor acadêmico inestimável para grande variedade de pesquisas na História e em outras ciências”, afirma.

Para a também coordenadora do projeto na UENP, professora-doutora Geane Kantovitz, as informações ajudam na elaboração de novas políticas de ensino. “Podemos fazer uma readequação do ensino, promovendo nos estudantes a visão de que eles são protagonistas da própria História. Entender o universo jovem também permite uma mudança de estratégia educacional para formar o jovem como agente consciente de sua cidadania”, complementa.

Para o diretor do Colégio Estadual Rui Barbosa, professor Cristiano José da Silva, os discentes do Rui Barbosa representam uma boa amostragem para a pesquisa. “Aqui, não temos apenas representantes de uma única comunidade. São alunos de toda a cidade e até mesmo da zona rural, com realidades bastante diferentes. Tudo isso pode oferecer respostas muito diversas à pesquisa, mostrando a pluralidade de percepções”, comenta.

“Nossos alunos são bastante críticos e estão sempre em diálogo conosco, discutindo os assuntos relativos à nossa escola com a representação do Grêmio Estudantil. Acredito que com esta pesquisa, nossos estudantes são ainda mais estimulados a refletir sobre suas condições. As ciências humanas ajudam a formar alunos mais pensantes e atuantes no processo social”, adiciona Cristiano.

Para o vice-diretor do Colégio, professor Luciano Fonseca, a iniciativa promove uma aproximação entre Universidade e escola. “Para muitos dos nossos alunos, a perspectiva é concluir o ensino médio e apenas trabalhar. Ao ver estudantes da UENP aqui e perceber que eles possuem o mesmo nível socioeconômico, passam a enxergar o Ensino Superior como uma possibilidade mais concreta, motivando-se a continuar os estudos. Construímos uma cultura de integração acadêmica”, argumenta.

A estudante do 2º de História da UENP, Gabriely Cristine de Souza, participou da coleta de dados. Gabriely, que já atuou no PIBID no Colégio Rui Barbosa, se disse animada com as respostas e o interesse dos alunos. “Pude perceber diversas dificuldades na compreensão histórica destes jovens. Ao mesmo tempo, também reconheci uma imensa vontade e o interesse de aprender. Isso me motiva ao esforço para ser uma professora melhor quando graduada e oferecer a estes estudantes as reflexões e conhecimentos que eles buscam”, conclui.

A equipe de estudantes que participou da coleta na escola foi composta por Amanda Medeiros; Barbara Gomes; Andressa Ferreira; Yasmin Machado; Lorena de Marqui; Matheus Ongaro, Matheus Xavier; Gerson Tashiro Filho; Ana Luiza Machado; Sandy Settny, Vinicius Moreira; Gabriely de Souza; Ricardo Bernardi; Ana Laura Cunha; Ana Lúcia da Silva; Enrique Barboza Santos; Kátia Silene de Sousa Silva, além dos professores Jean Moreno e Geane Kantovitz.

Última modificação: Terça, 25 Junho 2019 11:32
Compartilhe:

UENP-CJ - ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

  • DA CONHECIMENTO do resultado da Análise de Currículo Lattes para ingresso no Mestrado, turma 2021, deste Programa de Pós-Graduação

  • RETIFICA o item III do Edital nº 59/2020-PPGD, para excluir o nome da candidata Milene Brandão Pereira.

  • TORNA PÚBLICA a prorrogação do prazo para o depósito do projeto de pesquisa aos alunos da 5ª Turma do Doutorado, do Programa de Pós-Graduação em Ciência Jurídica

  • TORNA PÚBLICA a prorrogação do prazo para o depósito do projeto de pesquisa aos alunos da 17ª Turma do Mestrado, do Programa de Pós-Graduação em Ciência Jurídica.

  • TORNA PÚBLICO o resultado da análise de recursos contra a decisão do Edital 10/2020 – PPEd/UENP.