Projeto de extensão da UENP leva saúde bucal a idosos do Asilo de Jacarezinho

Terça, 14 Mai 2024 09:40 por Editor da Comunicação Social
O projeto promove atendimento odontológico e leva informações sobre higienização bucal para idosos do Asilo de Jacarezinho O projeto promove atendimento odontológico e leva informações sobre higienização bucal para idosos do Asilo de Jacarezinho

O projeto de extensão “Manutenção e promoção de saúde bucal em idosos do Asilo Lar São Vicente de Paula, do município de Jacarezinho”, do curso de Odontologia da Universidade Estadual do Norte do Paraná, leva, semanalmente, atendimento odontológico a mais de 70 idosos que residem na entidade.

Coordenado pela professora Veridiana Silva Campos, o projeto surgiu com o objetivo de realizar a higienização bucal e levar informações sobre o assunto para os idosos do asilo. “Nós observamos que, no asilo, havia acompanhamento de médicos, fisioterapeutas e enfermeiros, mas não tinha atendimento odontológico. Com o projeto, realizamos visitas semanais para fazer a higienização bucal, dar orientações de higienização, escovação supervisionada para os que têm capacidade motora, e temos cuidados específicos com os que estão desdentados e os que estão acamados, além de higienizar e orientar em relação às próteses, para os idosos que utilizam”, explicou a professora.

Angelina Rodrigues da Costa, 72, é uma das residentes do Lar a qual recebeu atendimento do projeto de extensão. “Gosto muito do atendimento que o pessoal vem fazer aqui. Eles atendem muito bem, são muito educados”, relatou. A senhora Zélia Francisca de Souza, que também reside no asilo, conta que nunca foi ao dentista ao longo dos seus 71 anos de vida. “Gosto bastante do atendimento que o projeto tem feito aqui. Eles ajudam na escovação. Fizeram uma limpeza nos meus dentes, foi muito bom”, destacou.

O projeto, além de proporcionar os atendimentos odontológicos aos idosos e promover a experiência profissional aos acadêmicos, também traz outros benefícios. O coordenador do Lar São Vicente de Paula, de Jacarezinho, Alfeu Paulo da Silva Junior, partilhou sobre a importância do projeto para os idosos que residem no asilo. “Receber o projeto tem sido muito importante. Além dos cuidados odontológicos, tem a questão da interação com as pessoas idosas. Muitos lidam com a carência e o abandono. Essa presença, para os residentes, é como um carinho. Eles sentem a necessidade de ver pessoas diferentes, de conversar com pessoas diferentes”, ressaltou.

Para a acadêmica do 5º ano de Odontologia, Isabella Batista Ramos, o projeto proporciona um crescimento pessoal muito grande. “Temos a oportunidade de cuidar dos residentes do asilo que, muitas vezes, não têm tanto suporte da família. Para a gente, vai muito além da higiene bucal. Estamos aqui para cuidar deles com todo amor, e eles nos recebem com todo esse amor também, o que é muito bom. É de um crescimento pessoal muito importante, conseguimos ter essa troca além da odontologia, mas como ser humano”, frisa.

“É meu primeiro contato com um lar de idosos. É um projeto muito bacana, uma experiência que vai além da nossa função como cirurgião dentista, do ambiente clínico, de avaliar e de diagnosticar o paciente. Cada um aqui tem uma história que a gente acaba partilhando e com a qual aprendemos sempre. Muitos relatam que nunca tiveram orientação sobre saúde bucal, então essa ação aqui é muito importante”, disse o acadêmico Lucas Mascarenhas.

Segundo a coordenadora do projeto, no Lar São Vicente de Paula, os alunos encontram uma realidade bem diferente. “Muitos dos residentes têm comorbidades, estão acamados, não se comunicam muito bem. Alguns estão sem o apoio familiar, entre outras questões. Nossos alunos percebem, diariamente, a importância de eles estarem aqui, não só na parte odontológica, mas para experiência de vida mesmo, de como lidar e acolher esse público. Essa vivência e essa troca têm sido muito positiva para os alunos e para os residentes”, apontou Veridiana.

Com os atendimentos semanais do projeto no asilo, surgiram também algumas demandas em relação à prótese dentária. “O atendimento que o pessoal faz aqui é muito bom. Estamos conversando com as meninas para ver se tem a possibilidade de trocar a minha prótese, que já faz tempo que eu coloquei, então está gasta. Vamos ver se pode ser feito outra”, partilhou a residente do asilo, Alice Moreira de Paula, 80.

De acordo com a professora, o projeto vai começar uma nova fase, realizando alguns procedimentos mais invasivos, como o trabalho com próteses. “Nós conseguimos algumas parcerias com o cirurgião dentista protético e, com a verba que o asilo tem, vamos conseguir confeccionar próteses para alguns residentes. Estamos analisando os idosos que teriam condições físicas e mentais de ser reabilitado na parte protética para dar andamento aos casos”, comentou Veridiana.

Além do atendimento aos residentes do Lar São Vicente de Paula, o projeto de extensão é também voltado ao público idoso em geral. “Observamos a necessidade de expandir o projeto e fazer a divulgação sobre saúde bucal para os idosos da comunidade em geral, muitos não têm informações a respeito da importância dos cuidados, da higiene bucal e de como impacta na qualidade de vida”, destacou a professora.

O trabalho do projeto é realizado ainda por meio das redes sociais e da participação em eventos com a população e o público idoso. A divulgação das informações sobre saúde mental é feita via instagram @pasoi_uenp.

Compartilhe:

UENP-CJ - ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

  • A Direção do Campus de Jacarezinho da Universidade Estadual do Norte do Paraná, no uso de suas atribuições legais e regimentais, resolve: CONVOCAR a candidata abaixo relacionada, aprovada e classificada no Teste Seletivo para cadastro de reserva para estagiários do Campus de Jacarezinho da UENP, nos termos do Edital de Abertura Nº 007/2024 – GD/CJ/UENP, de 30 de abril de 2024, e do Edital de Resultado Final Nº 020/2024 – GD/CJ/UENP, de 13 de junho de 2024, para entrega de documentação e ocupação de vaga.

  • Calendário complementar para o segundo semestre letivo de 2024, para o Programa de Pós-graduação em Ciência Jurídica e estabelece outras providências.

  • DAR CONHECIMENTO da realização da banca de qualificação pública de tese de Doutorado em Ciência Jurídica.

    TITULO: DIALÉTICA ENTRE O EMBRIÃO HUMANO, A BIOTECNOLOGIA E A MEDICINA REPRODUTIVA: A VULNERABILIDADE DESDE A PERSPECTIVA BIOÉTICA E JURÍDICA

  • A Direção do Campus de Jacarezinho, da Universidade Estadual do Norte do Paraná, no uso de suas atribuições legais e regimentais, considerando o Edital de Abertura Nº 007/2024 – GD/CJ/UENP, de 30 de abril de 2024, e o Edital de Retificação Nº 018/2024 – GD/CJ/UENP, de 10 de junho de 2024 resolve: TORNAR PÚBLICO o Edital de Resultado Final do Teste Seletivo para cadastro de reserva de estagiários do Campus de Jacarezinho da Universidade Estadual do Norte do Paraná.