GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA – Licenciatura

REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

CAPÍTULO I

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Art. 1º –A monografia é uma atividade sugerida pelo Conselho Nacional de Educação que institui as Diretrizes Curriculares do Curso de Pedagogia conforme resolução CNP/CP n.1, de 15 de maio de 2006 e infere no Parágrafo Único no inciso II que para a formação do licenciado em Pedagogia é central a pesquisa, a análise e aplicação de investigações de interesse da área educacional em projetos de iniciação científica (BRASIL, 2006). Este trabalho deve respeitar um rigor científico e envolve atividades de leitura, análise e interpretação da literatura técnica-científica sobre temática relacionada ao curso de Pedagogia.

Art. 2º – O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) constante na matriz curricular do curso de Pedagogia deve ser desenvolvido na forma monográfica e integra a formação do pedagogo na Universidade Estadual do Norte do Paraná, campus de Jacarezinho no Centro de Ciências Humanas e da Educação no curso de Pedagogia.

Parágrafo Único – A elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é condição sine qua non para a obtenção do grau de Licenciado em Pedagogia.

CAPÍTULO II

DAS FINALIDADES

Art. 3º – O TCC tem por finalidade garantir ao aluno o aprofundamento de seus estudos em temática educacional, além de objetivar, ainda, despertar o interesse pela pesquisa, com base na articulação teórico-prática, pautada na ética, no planejamento, na organização e na redação do trabalho em moldes científicos, buscando ampliar os conhecimentos construídos ao longo do curso.

CAPÍTULO III

DA CONCEPÇÃO

Art. 4º – O TCC consiste na elaboração, pelo aluno, de um trabalho de pesquisa de campo ou bibliográfica, em forma de monografia, cujo objeto e/ou problemática estejam relacionados à área de Educação, desenvolvido mediante as normas que regem a pesquisa científica, sob a orientação e avaliação docente.

Parágrafo único – O TCC consiste em atividade individual do aluno.

CAPÍTULO IV

DOS OBJETIVOS

Art. 5º – São objetivos da elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso:

I. Contribuir para o desenvolvimento da capacidade científica, crítico-reflexiva e criativa do aluno, articulando seu processo formativo;

II. Assegurar a coerência no processo formativo do aluno, ampliando e consolidando os estágios, os estudos independentes e a iniciação científica, quando realizada;

III. Propiciar a realização de experiências preliminares de Pesquisa e de Extensão Universitária, possibilitando condições de progressão acadêmico-profissional em nível de pós-graduação e/ou de inserção sócio comunitária.

CAPÍTULO V

DAS COMPETÊNCIAS

Art. 5º COMPETE AO COLEGIADO DO CURSO DE PEDAGOGIA

I. Divulgar amplamente junto aos alunos os professores que orientarão os TCCs e suas respectivas áreas temáticas e linhas de pesquisa;

II. Coordenar e agilizar o intercâmbio entre entidades, órgãos e/ou escolas visando criar oportunidade para o desenvolvimento do Trabalho de Conclusão de Curso;

III. Informar o Regulamento do TCC aos orientadores e alunos;

IV. Coordenar o cronograma de apresentação dos trabalhos de conclusão de curso bem como seus resultados os quais serão afixados em edital.

Art. 6º COMPETE AO ORIENTADOR TEMÁTICO

I. Delimitar, em acordo com a coordenação do departamento, o número de acadêmicos a serem orientados por ele;

II. Orientar o aluno no TCC juntamente com o orientador metodológico, quanto à seleção do tema de estudo, a discussão e implementação do projeto, analisando e avaliando as etapas do trabalho produzidas, apresentando sugestões de leituras, estudos ou experimentos complementares e contribuindo na busca de soluções de problemas surgidos durante sua realização;

III. Avaliar o aproveitamento obtido pelo orientando considerando-o não somente como produto e sim como processo;

IV. Analisar o aproveitamento no que se refere às atividades relativas ao TCC, atribuindo aos acadêmicos média final de aprovação ou retenção;

V. Registrar, em fichas apropriadas, fornecidas pela coordenação do departamento, o acompanhamento e desempenho de cada aluno (a), para fins de frequência e avaliação;

VI. Presidir os trabalhos da banca avaliadora quando da apresentação pública do TCC.

Parágrafo Único - As horas de orientação serão destinadas à definição de tema, discussão de leituras, acompanhamento e avaliação sistemática do processo de elaboração do TCC, considerando as características individuais do aluno e as especificidades do trabalho.

Art. 7º COMPETE AO ORIENTADOR METODOLÓGICO (PROFESSOR DA DISCIPLINA - 3º E 4º ANO)

I. Discutir a elaboração de projetos e suas etapas: importância da escolha do tema, delimitação do tema, etc, visando o desenvolvimento do projeto de pesquisa referente ao TCC;

II. Capacitar os alunos para aplicação das normas da ABNT;

III. Acompanhar e avaliar a elaboração do projeto de pesquisa;

IV. Habilitar os alunos para a realização de pesquisa bibliográfica, instruindo-o na utilização dos procedimentos e técnicas de busca e recuperação das informações, tanto manuais como automatizadas;

V. Avaliar a aplicação das normas científicas no trabalho monográfico, ou seja, na versão preliminar e versão final.

Art. 8º COMPETE AO (A) ALUNO (A) ORIENTANDO (A)

§1º O aluno deverá contatar o orientador temático com o objetivo de firmar o termo de compromisso.

§2º O aluno deverá encontrar-se com o orientador temático de forma sistemática, durante todo o processo de desenvolvimento do trabalho monográfico. Estes encontros têm por finalidade o desenvolvimento qualitativo da monografia (processo), e serão comprovados pelas observações e assinatura do orientador em formulário próprio. Este formulário deverá permanecer com o orientador temático.

I. Escolher o tema, conforme Artigo 1º deste regulamento;

II. Elaborar o Projeto de Pesquisa, sob a supervisão do orientador metodológico e sugestões do orientador temático;

III. Participar de reuniões e outras atividades para as quais for convocado pelo orientador temático;

IV. A monografia deverá ter um mínimo de 40 páginas textuais, ou seja, da introdução as considerações finais;

V. Para apresentação oral o aluno fará a entrega da monografia encadernada em espiral, em 3 (três) vias por meio de protocolo que serão encaminhadas aos componentes da banca, em data a ser determinada pelos docentes do departamento de Pedagogia;

VII. Após apresentação oral proceder com as correções sugeridas pela banca examinadora;

VIII. O aluno terá 10 dias úteis a partir do dia da apresentação para entregar a versão final da monografia para a o coordenador do colegiado do curso de Pedagogia;

IX. A versão final e definitiva da monografia deve ser feita, obrigatoriamente, em encadernação tipo brochura, com capa dura, na cor azul marinho e letras na cor dourada, conforme normatização do Centro de Ciências Humanas e da Educação seguindo normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Não será admitida a encadernação em espiral, ou qualquer outro meio, por dificultar o arquivamento do trabalho, tanto quanto sua conservação;

X. É imprescindível a assinatura do Orientador Temático (presidente da banca) bem como dos membros da banca na folha de aprovação da monografia, versão final como forma de sua autenticação. É de responsabilidade do aluno colher as devidas assinaturas antes da entrega da monografia versão final;

XI. Quando não aprovado, o aluno terá oportunidade de rever seu trabalho, seguindo as orientações da banca avaliadora e do orientador temático, e reapresentá-lo para apreciação e avaliação da mesma no início do ano letivo seguinte em data a ser fixada pela Coordenação do Colegiado.

CAPÍTULO VI

DA AVALIAÇÃO E APRESENTAÇÃO PÚBLICA

Art. 9º A avaliação do TCC será realizada mediante uma apresentação pública do trabalho perante Banca Avaliadora, assim constituída:

I. Orientador (a) do Trabalho de Conclusão de Curso, presidindo os trabalhos;

II. Dois professores indicados pela coordenação de curso;

III. Os professores avaliadores deverão assinalar com um círculo o número da página, dobrar a página ou usar post-it para marcar a página que possa conter erro ou dúvida, procedendo desta forma o aluno (a) terá facilidade em encontrar as correções/sugestões de mudanças sugeridas pela banca avaliadora;

IV. O aluno terá de 15min. a 20min. para apresentação oral;

Um membro da banca avaliadora designado pelo presidente da mesma fará o controle do tempo;

VI. Cada membro da banca terá, se necessário, 5min. para arguir;

VII. Com relação à arguição, os avaliadores devem fazer questionamentos que possibilitem uma avaliação real do domínio do aluno sobre o tema apresentado no trabalho escrito. Normalmente os questionamentos pedem esclarecimento(s) acerca:

  • Dos critérios de escolha do tema;

  • De dúvidas existentes;

  • Da estrutura do trabalho;

  • Da metodologia utilizada;

  • Das citações usadas;

  • Das conclusões a que se chegou dentre outros que julgar coerentes.

VII. Ao término da arguição, a banca reúne-se em sessão sigilosa para finalizar a avaliação (média e fichas);

Art. 10. Após apresentação oral o orientador temático deverá acompanhar para que se cumpra as sugestões/correções sugeridas pela banca examinadora.

§1º Ao término da sessão o presidente da banca deve recolher todas as fichas de avaliação, verificar se estão devidamente preenchidas e assinadas e entregar as fichas à coordenação do curso;

§2º Imediatamente ao término da sessão o orientador recolherá as cópias do TCC e entregará ao orientando para que proceda a correção para a versão final.

Art. 12. O professor orientador temático e os professores convocados para compor a banca avaliadora deverão atribuir notas de 0,0 a 10,0 ao avaliar o aluno. Tais notas serão somadas e divididas por 3 (três). Esta média será somada com a média do orientador temático e dividida por 2 (dois) para obtenção da média final do TCC que não poderá ser inferior a 7 (sete).

Art. 13. Na avaliação serão descontados pontos pelas seguintes falhas, listadas aqui por ordem de gravidade:

a) Desconhecimento do tema, revelado pelo discente perante a banca;

b) Ausência de contribuição pessoal (mera cópia ou resumo de ideias alheias);

c) Insuficiência ou baixa qualidade da pesquisa;

d) Omissão de pontos relevantes a respeito do tema versado;

e) Redação deficiente;

f) Erros de ortografia, gramática ou digitação.

Art. 14. Fraude na elaboração do trabalho implicará em reprovação no acadêmico. São consideradas fraudes:

a) Apresentação de trabalho elaborado por outrem;

b) Plágio;

c) Apresentação de trabalho não inédito, ainda que de autoria do próprio aluno;

d) Inadequação na informação do tema do trabalho de Conclusão do Curso de graduação em Pedagogia.

§1º O caso de plágio é considerado falta grave, pois viola a propriedade intelectual e os direitos autorais sendo regulamentada pela Lei de direitos autorais (Lei n. 9.610/1998).

§2º A compra de trabalhos é considerada plágio, estando, assim, sujeitas às penalidades legais. 

Art. 15. O acadêmico será aprovado, quando obtiver média igual ou superior a 7,0 (sete), a partir das notas atribuídas pelos membros efetivos da comissão examinadora, mediante conceitos conforme Art. 12.

Art. 16. O TCC possui concepção de avaliação processual, sendo que vários aspectos deverão ser levados em conta ao longo de sua realização, entre os quais distinguem-se:

I. Assiduidade às reuniões de orientação e atividades propostas;

II. Responsabilidade no cumprimento das tarefas;

III. Compromisso com as orientações e decisões tomadas na condução do trabalho;

IV. Cumprimento de todos os prazos estabelecidos.

Art. 17. Entre os aspectos relacionados ao trabalho propriamente dito, devem ser levados em conta os seguintes critérios:

I. Domínio teórico.

II. Linguagem técnico-científica;

III. Ordenação clara das ideias;

IV. Cumprimento das normas de apresentação e formatação;

Art. 18. No 2º bimestre o colegiado do curso de Pedagogia se reunirá para proceder análise da pertinência dos temas e objetos de estudos do Trabalho de Conclusão de Curso.

Art. 19. Bimestralmente haverá Avaliação do Processo de Orientação, para proceder à validação do mesmo (reunião com o colegiado do curso de Pedagogia).

§1º Fica estipulado em data a ser definida pelo colegiado do curso de Pedagogia para entrega das 3 (três) vias encadernadas em espiral para apresentação pública.

§2º As apresentações públicas serão em data a ser definida pelo colegiado do curso de Pedagogia.

Art. 20. A apresentação pública será organizada pela coordenação do curso, e divulgada com pelo menos uma semana de antecedência.

CAPÍTULO VII

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E TRANSITÓRIAS

Art. 21. Os casos omissos serão analisados e resolvidos pela Coordenação do Curso e membros do Colegiado do curso de Pedagogia e, quando ultrapassarem sua área de competência, pela Pró-Reitoria de Graduação da Universidade Estadual do Norte do Paraná.

Art. 22. Este Regulamento entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

 

Jacarezinho, fevereiro de 2010.