O III ENELIT - Encontro de Estudos Literários e Literatura Brasileira Contemporânea - foi realizado na UENP-CCP, em 29 e 30 de maio, com a participação de professores pesquisadores e alunos de graduação e de cursos lato sensu de programas de pós-graduação da UENP (campi de C. Procópio e Jacarezinho), da Universidade Federal do Paraná (UFPR-Curitiba), Universidade Federal Tecnológica (UTFPR - campi de C. Procópio, Campo Mourão e Curitiba), Universidade Estadual de Londrina, Universidade Estadual de Maringá, Universidade Estadual de Ponta Grossa, Universidade Estadual Paulista (UNESP-Assis), Universidade Federal de Santa Catarina, Secretaria Estadual de Educação (SEED-PR) e Escola Técnica Estadual, de Itapira, SP.

O evento é parte das atividades do Grupo de Pesquisa CRELIT, foi organizado pela linha de pesquisa "Literatura, cânone literário e tessituras do contemporâneo", e do Centro de Letras, Comunicação e Artes da UENP-CCP. O encontro se desdobrou entre abordagens específicas dos problemas de pesquisa na área, apresentação de trabalhos em nível de graduação e pós-graduação, oferta de minicursos e palestras para a comunidade em geral. Ao final, revelando-se uma rica oportunidade para consolidar os estudos na área de Estudos Literários e Literatura Contemporânea na região de abrangência da UENP.

Da programação constaram as palestras "A poesia contemporânea brasileira", ministrada pelo Prof. Dr. Juarez Poletto, da UTFPR de Curitiba, e "A ficção histórica no século XXI", proferida pela Profª Drª Marilene Weinhardt, da UFPR de Curitiba, entre outras. Também foram ofertados os minicursos "A produção brasileira contemporânea em poesia e prosa", pelo Dr. Miguel Heitor Braga Vieira (UENP-CCP), "Utopias e Distopias da Modernidade: a relação homem-espaço-tecnologia representada na literatura", pelo Dr. Maurício César Menon (UTFPR-Campo Mourão), "A representação feminina na poesia de Florbela Espanca e Adélia Prado", pela Ma. Maria Aparecida de Fátima Miguel (UENP-CCP); "A literatura contemporânea norte-americana", pela Ma. Eliane Segati Rios Registro (UENP-CCP), e "A estética modernista", pelo Dr. Marcos Hidemi de Lima (UENP-CCP).

Além das palestras e minicursos, foram 71 comunicações orais nos eixos temáticos de Literatura Brasileira Contemporânea, Estudos Culturais, Estudos Literários e Educação, Literatura Comparada e Crítica Literária. O evento contou ainda com a apresentação cultural da adaptação do conto "Venha ver o pôr-do-sol", de Lygia Fagundes Telles, um curta-metragem exibido pelo músico Touché, compositor da trilha musical da produção. Dr. Rinaldo Bernardelli, vice-reitor da UENP, parabenizou os participantes e cumprimentou o GP CRELIT pela iniciativa. Ressaltou a relevância desse tipo de atividade para a consolidação da pesquisa na universidade.

A coordenação geral e as comissões organizadora e científica receberam grande apoio logístico e agradecem ao CLCA, ao CEPEL, aos estagiários e monitores, e à Direção da UENP-CCP, que colocou à disposição recursos, instalações e funcionários, e à Fundação Araucária pelo suporte financeiro, imprescindíveis para a realização e o sucesso do evento.

A UENP – Universidade Estadual do Norte do Paraná - inaugurou recentemente o "Centro Mesorregional de Excelência em Tecnologia do Leite". O evento aconteceu no Campus Luiz Meneghel – CLM – em Bandeirantes.

Trata-se da implantação de oito Centros Mesorregionais de Excelência em Tecnologia do Leite, vinculados a instituições públicas de ensino superior, pesquisa e desenvolvimento tecnológico. O projeto será distribuído em mesorregiões geográficas do Paraná em que a atividade leiteira é expressiva.

Segundo a direção do Centro Base que será no CLM, o objetivo é potencializar a extensão tecnológica focada na cadeia produtiva do leite, pela difusão de conhecimentos e tecnologias geradas pelas instituições de ensino superior e pesquisa aplicada. Na área de abrangência dos Centros de Excelência o projeto promoverá a formação de recursos humanos (profissionais, técnicos, produtores rurais, estudantes de pós-graduação e de graduação) com ênfase na produção tecnológica do leite e derivados com qualidade.

Os Centros de Excelência têm ainda como objetivos implantar um laboratório de referência em análises de leite e derivados, laboratório de nutrição animal e de biotecnologia da reprodução animal, bem como um 'laticínio escola', para aprendizado, treinamentos e capacitação de alunos, produtores, técnicos e profissionais da industria.

 A direção do Centro de Ciências Humanas e da Educação juntamente com professores do Campus Jacarezinho promoveram no dia 05/06, às 20 h no Auditório Nobre do CCHE/UENP-CJ o II COLÓQUIO DE FILOSOFIA com o título "Ensaios filosóficos: antropologia, neurociência, linguagem e educação". O coordenador do curso, Prof. Dr. José Carlos da Silva, ressaltou no início do referido evento o histórico dos colóquios anteriores que tiveram origem num colóquio na UNICAMP em 29 de abril de 2011.

Na ocasião foi lançado livro de nome homônimo com autoria dos professores do curso em parceria com nove outras instituições. No prefácio de "ENSAIOS FILOSÓFICOS: ANTROPOLOGIA, NEUROCIÊNCIA, LINGUAGEM E EDUCAÇÃO", Prof. Dr. Kleber Bez Birolo Candiotto ( professor do doutorado em filosofia da PUC PR)assim pronuncia-se: "A obra Ensaios filosóficos: antropologia, neurociência, linguagem e educação é o vívido exemplo do ato de fazer filosofia. Os excelsos textos nela contidos traduzem o caráter interdisciplinar da filosofia, bem como professam sua natureza contemplativa e inquietante." Para o coordenador do curso de filosofia, Prof. Dr. José Carlos da Silva, na apresentação do livro enfatiza: "As reflexões do livro Ensaios filosóficos: antropologia, neurociência, linguagem e educação e seus desdobramentos querem ajudar a formar o homem integral na atual conjuntura em que vivemos. Quanto mais integração houver, mais possibilidade terá o homem de ser cidadão emancipado e capaz de lutar por uma qualidade de vida mais humana, justa e digna do ser humano."

O diretor do Centro de Ciências Humanas e da Educação, Prof. Dr. Antônio Carlos de Souza, um dos autores do livro, ressaltou na finalização do colóquio a importância do evento e motivou para seja dada continuidade sobretudo num diálogo entre as diversas área das ciências humanas.

Estiveram compondo a mesa do colóquio: Prof. Dr. José Carlos da Silva (UENP), Prof. Ari Alex Ramos (PUC PR), Prof. Gustavo Luiz Gava (Universidade Positivo), Prof. Dr. Antonio Carlos de Souza (UENP), Profa.Ms.Silvia Cadenassi(UENP), Fábio Antonio Gabriel(UENP),Prof. Odirlei Silva de Souza (SEED PR), Prof.Dr.Jorge Sobral da Silva Maia (UENP) e Profa. Ms.Eva Cristina Francisco.

Durante o evento foi divulgado o próximo lançamento do livro Ensaios Filosóficos: antropologia, neurociência, linguagem e educação que ocorrerá dia 12 de julho de 2012 nas Livrarias Curitiba SHOPPING BARIGUI, às 19h30min.

Corte Interamericana de Direitos Humanos, nos EUA

Os acadêmicos de Direito da UENP (CCSA/JACAREZINHO), Lorena Ferreira Fernandes (2º ano) e Rafael Kirsch (4º ano) participaram da 17ª Inter American Human Rights Moot Court Competition, da Corte Interamericana de Direitos Humanos, organizada pela American Universiy, em Washington (EUA), entre os dias 21 a 25 de maio.

Lorena e Rafael contaram com o apoio e incentivo do Grupo de Pesquisa de Direito Internacional, liderado por alunos da graduação do Centro de Ciências Sociais Aplicadas de Jacarezinho. O grupo de pesquisa, composto de estudantes dos anos regulares da graduação de direito, encontra-se em pleno desenvolvimento das atividades de pesquisa acadêmica.

Segundo os participantes, "foi preciso muito esforço e dedicação para alcançar esse objetivo, mas tudo valeu à pena e fomos recompensados com essa experiência maravilhosa e com o ótimo resultado obtidos".

No dia 20 de maio teve a abertura da competição, ocasião em que os alunos de Jacarezinho se encontraram com os outros competidores e nesse dia tomaram conhecimento contra quem competiriam nas rodadas preliminares.

A equipe formada pelos acadêmicos Lorena e Rafael era uma das representantes do Estado, ou seja, defendiam o Estado do caso hipotético (Estado de La Atlantia) e competiam contra as equipes representantes das vítimas também de caso hipotético (comunidade indígena Chupanky e comunidade camponesa La Loma).

Em primeiro lugar, segundos relatos dos acadêmicos tiveram que desenvolver um memorial de 30 paginas defendendo o Estado das supostas violações a determinados artigos da Convenção Interamericana de Direitos Humanos e utilizando inúmeros tratados internacionais e jurisprudências internacionais.

Lorena explica que "em Washington, ocorreram as rodadas orais, nas quais as equipes representantes do Estado e os representantes das vítimas se enfrentavam.

"Nas rodadas orais cada membro da equipe falava por cerca de 20 minutos (totalizando 40 minutos cada equipe) e, no nosso caso de representantes do Estado, tínhamos a tréplica", explicam os participantes. "também havia seis juízes que nos questionavam a todo o momento, faziam perguntas, pediam esclarecimento, exemplos de casos da Corte relacionados ao caso", concluem.

Rafael relata também que "no dia 21 de maio eles competiram contra uma equipe da Romênia; no dia 22 de maio contra a PUC-RJ e no dia 23 de maio foi a vez de enfrentar a Federal do Alagoas".

Apenas competiram nas rodadas premilinares, explica Rafael, "pois não avançamos para a rodada semifinal... Porém, nosso trabalho escrito (memorial) foi o 3º melhor entre as 104 equipes participantes de todo o mundo". A rodada final aconteceu na sexta feira, dia 25 de maio e a equipe vencedora foi uma do México, que representavam o Estado.

Os acadêmicos de Jacarezinho ficaram hospedados no dormitório da American University e teve a oportunidade de conhecer o campus, a faculdade de Direito (Washington College of Law) e também tiveram amplo contato com o presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos, com o presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos.

O intercâmbio foi muito importante, pois criaram amizades e tiveram contatos com professores e alunos de varias faculdade do Brasil e do Mundo.

Por fim, visitaram a OEA e a Comissão Interamericana de Direitos Humanos e trouxeram para a Faculdade de Direito da UENP, um honroso 3º lugar.

O Programa "O Paraná Fala Inglês" é uma inciativa das assessorias de relações internacionais das Universidades Paranaenses, apoiado pelo Governo do Paraná através da SETI, com objetivo de implementar novos cursos para o ensino de Língua Inglesa nas Universidades Estaduais, tendo em vista atender a possíveis Programas Estaduais ou do Governo Federal, tais como Ciência sem Fronteiras, bem como outras demandas de formação para proficiência linguística.

Se você tem interesse em participar de cursos de inglês presenciais ou a distância, seja para aprimorar seu conhecimento em língua inglesa ou com a finalidade de participar de algum Programa específico que exija tal proficiência, preencha o formulário.banner-falaingles

UENP-CLM - ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES