UENP abre exposição de Joãozinho Caldeira em Cornélio Procópio

Quarta, 23 Maio 2018 15:11 por Assessoria de Comunicação Social
Escultor Joãozinho Caldeira, natural de Jacarezinho, durante produção de uma de suas obras Escultor Joãozinho Caldeira, natural de Jacarezinho, durante produção de uma de suas obras

A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) abriu a exposição “Joãozinho Caldeira, o Poeta do Barro”, no Campus de Cornélio Procópio (CCP). A cerimônia de abertura aconteceu na noite de terça-feira, 22 de maio, no PDE.

A exposição, parte do projeto Circul’Arte, é uma iniciativa da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da UENP, em parceria as Prefeituras de Bandeirantes e Cornélio Procópio, e conta com o apoio do projeto de extensão “Salão de Artes de Jacarezinho: diálogo entre memória, arte, preservação e ensino”.

Em um primeiro momento, o público assistiu ao documentário que leva o mesmo título da exposição, produzido pelo assessor de comunicação social da UENP, Tiago Angelo. Depois, o diretor do CCP, professor Sérgio Roberto Ferreira fez uma fala de boas-vindas aos acadêmicos.

“Gostaria de agradecer à presença de todos para prestigiar essa exposição sobre este artista de grande importância para a nossa região, cuja obra expressa de forma autêntica a vida e os sentimentos de quem vivia e vive o Norte do Paraná. Para nós, é um orgulho poder receber as obras e essa iniciativa da PROEC”, destacou.

Para comentar as obras de arte expostas no hall de entrada do PDE, o artista plástico e curador da exposição, Jucelino Biagini, também se dirigiu aos acadêmicos que acompanharam a solenidade.

“O seu João sempre foi uma das minhas maiores influências”, partilha Jucelino. Ele explica que o estilo primitivo do ceramista, que é natural de Jacarezinho, não esconde o barro, que é a matéria para realização das obras. “Joãozinho mostra a particularidade até mesmo nas impressões digitais deixadas nas esculturas”, complementa.

O curador, durante o discurso, chamou atenção para o processo de queima realizado por Joãozinho Caldeira. “Também é bastante simples, mas a obra de Joãozinho não é ingênua. Tudo o que ele produziu tem significado, tem contexto e está ligado com a realidade da região e a vivência do artista. Cada peça é única, ainda que mais de uma obra representem a mesma coisa”, ressalta.

Para o diretor de Cultura da UENP, James Rios, acentua que o Circul'Arte foi a primeira experiência da PROEC como projeto de circulação artística. “Até o momento, a comunidade acadêmica da UENP, bem como a comunidade externa tiveram a oportunidade de assistir a um bom espetáculo cênico e, de igual modo, apreciar uma belíssima exposição de artes visuais. Agradeço imensamente a todos que contribuíram para que este projeto ocorresse", disse.

A exposição, que já circulou pelos campi de Jacarezinho e Luiz Meneghel (Bandeirantes) estará nas dependências do prédio do PDE-CCP até 30 de maio – data que se encerra as atividades do projeto Cicul'Arte.

Para assistir ao documentário "Joãozinho Caldeira. o Poeta do Barro", acesse https://www.youtube.com/watch?v=1MsI81nDKbA  

Última modificação: Quinta, 14 Junho 2018 12:42